Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2010

Dia Internacional da Biblioteca Escolar

Imagem
De acordo com os objetivos delineados pela International Association of School Librarianship (IASL), a Rede de Bibliotecas Escolares resolveu declarar o dia 25 de outubro, como o Dia da Biblioteca Escolar, este ano dedicado ao tema "Diversidade, Desafio, Mudança - tudo isto na Biblioteca Escolar". Durante o mês de outubro, as bibliotecas escolares dinamizam os seus espaços com diferentes atividades. A BE de Cuba tem atividades a decorrer de 18 a 25 de outubro.

O processo de reescrita

O imaginário infanto-juvenil está povoado de histórias fantásticas. Porque é preciso reavivar a memória, os alunos de 5ºano reescreveram algumas das histórias mais conhecidas mundialmente. Publicamos hoje os resultados. Boas leituras!

Ali-Babá e os 40 ladrões

Imagem
Era uma vez dois irmãos, um era rico e chamava-se Cassim, pois tinha casado com uma mulher muito rica. O outro era pobre e chamava-se Ali-Babá. Ali-Babá passava os dias na floresta a cortar madeira, para depois ir vendê-la. Um dia, quando estava a cortar madeira, apareceu um grupo de homens, eram quarenta. Ele percebeu rapidamente qual era o chefe daquele grupo, pois o aspecto físico do homem não enganava ninguém. O chefe do grupo pronunciou estas palavras” abre-te sésamo”. Nisto, as pedras abriram-se e os quarenta homens entraram. Ali-Babá pôs-se em cima de uma árvore e assim que os ladrões saíram, ele disse as palavras que o chefe tinha dito e em seguida entrou lá para dentro, trazendo tudo o que pôde, desde dinheiro a ouro. O seu irmão descobriu que ele estava mais rico do que ele e então foi falar com Ali-Babá. Este contou-lhe onde encontrar todo o dinheiro e ouro, dizendo também quais as palavras que devia dizer. Cassim foi até à gruta, mas esqueceu-se das palavras mágic

Aladino e a lâmpada mágica

Imagem
Aladino era um rapaz muito preguiçoso que vivia com a sua mãe, pois seu pai já tinha falecido. Um dia, um mercador rico disse ser seu tio, e prometeu-lhe torná-lo num bom comerciante. Partiram então numa viagem. Ao chegar ao local pretendido, o homem disse-lhe: -Aladino, agora vou dizer umas palavras mágicas e abrir-se-á uma passagem secreta. Ao fundo do subterrâneo, verás uma lâmpada velha, pega-lhe e traz-ma. -Está bem, tio. O rapaz desceu ao subterrâneo e viu muitas árvores de fruto. Continuou até que viu a lâmpada, pegou-lhe e levou-a. Porém, a caminho decidiu trazer uns frutos. Quando já se via luz, Aladino tentou subir para terra, mas não conseguiu e disse ao tio: -Tio, ajude-me a subir. -Está bem, mas primeiro dá-me a lâmpada. -Primeiro, ajude-me, tio. -Não me dás a lâmpada, ficarás aí! Triste, Aladino permaneceu durante algum tempo debaixo do solo. Então esfregou um anel que encontrara quando desceu ao subterrâneo e dele saiu, um génio que lhe disse que podi

A princesa e o sapo

Imagem
Era uma vez, um rei que tinha três filhas. Das três imãs, a mais nova era a mais bela. Ela gostava de brincar com a sua bola dourada, perto do lago. Certa vez, a menina atirou a bola tão alto que caiu no lago. Logo lhe apareceu um sapo que lhe perguntou: -Porque chora minha menina? - Tu falas? - Sim. - Choro, porque perdi a minha bola no lago. -Se quiseres. Eu vou buscá-la ao lago, mas tens de cumprir uma promessa. A princesa fica pensativa e perguntou do que se tratava. - Tu terás de me amar, eu terei de comer do teu prato dourado e, por fim, dormir contigo. - Combinado! - exclamou a rapariga, pouco convencida. E num abrir e fechar de olhos, o sapo trouxe a sua bola dourada. Depois do sapo a entregar, a princesa desatou a correr em direcção ao palácio. À hora do jantar, ouviram bater à porta. A princesa foi abrir a porta e viu o pequeno sapo e, imediatamente, fechou-lhe a porta na cara. Voltou para a mesa como nada se tivesse passado, mas o pai desconfiou da i