Ninguém Nasce Perfeito

Ter saúde e bom aspecto
Não há ninguém que não queira
Mas ser perfeito por dentro
Dá valor a vida inteira.

Deficiência é o quê?
Alguém que nasceu diferente?
Não vejo qual a diferença
Se nasceu inteligente.

Há sempre uma solução
O que é preciso é apoiar
Se alguém nasceu sem braços
Seremos nós a abraçar.

Mais faz aquele que quer
Pois quem pode não o faz
Anda ao acaso na vida
Sem ter rumo, nem ter paz.

Devemos estender a mão
A quem precisa de ajuda
Se vês o que é tão belo
Também ouves quem não escuta.

Quem não tem inteligência
Sabe criticar os outros
Sem olhar os seus defeitos
Que às vezes não são poucos.

Surdo, Mudo, Invisual
Não pode ficar para trás
Tu podes guiar-lhe os passos,
Ouvir, se fores capaz.

Quem não ouve é quem não quer
Se tem essa habilidade
Quem não ouve mais percebe
Pois tem mais capacidade.

A vida tem tal mistério
Pra quem souber desvendar
Verá que a natureza
Também se pode mudar.

Podemos abraçar o mundo
Ser irmão do nosso irmão
Os olhos de quem não vê
Também têm coração.

Cuba, 9 de Dezembro de 2008-12-1
Natália Teresa Parreira Fialho

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Recontos - o conto tradicional narrado pelos alunos do 6ºA

Ali-Babá e os 40 ladrões

Os Nossos Textos de Inglês - 8º ano, turmas A e B